Nós não somos donos de todos os mistérios da Yoga. Na Hot Yoga One, não somos um clube fechado - somos uma comunidade. Aqui, a Yoga não é para privilegiados ou iniciados, é para quem busca. Não acreditamos em panelinhas, a não ser aquelas que nos alimentam. Achamos que não adianta praticar Yoga e não cumprimentar o porteiro. Que Yoga não tem nada a ver com quem se dobra mais, quem consegue fazer todas as posturas. Não tem a ver com força e com alongamentos. Tem a ver com não aceitar limites, com buscar a motivação dentro de si, com ser corajoso e encarar uma aula de 90 minutos no calor, por exemplo. Tem a ver com fazer o melhor que você puder, naquele momento, mesmo que seja ficar sentado, respirando.

Não é comer comida orgânica, é aceitar com gratidão o que foi oferecido na casa de um amigo, mesmo se não for a sua dieta habitual. Não é só dizer “OM”, é dizer “desculpe”, “obrigada”. Yoga é aceitação. É tolerância. É entender que alguns praticam sozinhos, que outros gostam de grupos, que uns fazem Hatha, outros Ashtanga e outros Bikram. E que a Yoga está em todas as Yogas. Que estamos na mesma direção. Que não existem certos e errados, e que cada um trilha um caminho. E que nem os yogis indianos são unânimes sobre a prática, há quase mil anos. Que estão sempre buscando também. Que não existem mestres sábios, só sábios que viram nossos mestres. E que podemos ser mestres de nós mesmos.

Que Yoga não é modinha ou academia, e que o corpo é trabalhado sim, mas que a mente vai sendo trabalhada junto. Que no fundo não importa o tapete, a toalha, a sala ser aquecida ou não, se tem espelho, as japa malas, o incenso. Importa ser maior e superior a tudo isso. É praticar “apesar de” e não “por causa de”. É praticar em qualquer lugar, sem frescura. De qualquer jeito, sob qualquer adversidade. É não desistir. Lembre-se: a postura começa quando você quer sair dela. Yoga não é ter paz para praticar, é praticar para ter paz. Não é buscar a perfeição física, é ser a perfeição, com todas as suas imperfeições. É se aceitar, ganhar autoconfiança. E definitivamente não é sobre colocar a testa no joelho: é sobre aprender a dobrar o joelho, com humildade.

Não queremos ser asanas bonitos, queremos ser bonitos fazendo asanas. Não nos importamos em fazer belos handstands, e sim em sermos postes de luz, iluminando e inspirando todos à volta.

Para nós, Yoga não é um destino final, é a viagem. E que luxo não é botar o pé atrás da cabeça: luxo é poder virar a cabeça dirigindo, sem sentir dor no pescoço; é poder abaixar para amarrar o sapato do filho, sem sentir as costas; é envelhecer com dignidade física.

Aqui na Hot Yoga One, não competimos uns com os outros, só competimos com nós mesmos. Revolucione seu espírito, abra sua mente e se entregue. E venha conosco.

We are all Yoga. We are one.